21.01-Entrevista-Valor.png

Fabiano Diefenthaeler comenta a arbitragem contra a Vale em entrevista ao jornal Valor Econômico

O advogado Fabiano Diefenthaeler, sócio do N.Tomaz Braga & Schuch Advogados Associados (NTBS), concedeu entrevista ao jornal Valor Econômico nesta sexta-feira (22/01) comentando a adesão de investidores brasileiros a uma das maiores arbitragem do país na Câmara de Arbitragem do Mercado da B3. Neste caso, é solicitado à Vale o ressarcimento de danos decorrentes do desastre socioambiental provocado pelo rompimento de uma das barragens de Brumadinho, em 2019.  

Na reportagem, Diefenthaeler explica que essa deve ser uma arbitragem mais simples em comparação a outros procedimentos de indenização a acionistas. Nas palavras do advogado, “essas perdas não foram provocadas apenas por questões de mercado, mas efetivamente por práticas irregulares cometidas pelos dirigentes da empresa”.  

Conforme apurou o Valor Econômico, cerca de 250 investidores buscam obter retorno das perdas na bolsa que ocorreram devido ao desastre. “No momento em que ocorreu o rompimento da barragem de Brumadinho houve uma perda de valor de mercado para os investidores, na época, em torno de R$ 13 a R$ 14 por ação”, explica o advogado.  

N.Tomaz Braga & Schuch Advogados Associados assessora diversos clientes que aderiram à arbitragem, considerada uma das maiores do país. 

Confira a reportagem na íntegra: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2021/01/22/arbitragem-contra-a-empresa-tem-250-adesoes.ghtml 

agarbFabiano Diefenthaeler comenta a arbitragem contra a Vale em entrevista ao jornal Valor Econômico